Causas da perda de audição

A causa para uma perda de audição pode encontrar-se no ouvido externo, médio ou interno. A diminuição da capacidade de audição, causada por uma disfunção do ouvido externo ou médio, é chamada de perda auditiva condutiva. Danos do ouvido interno são, pelo contrário, designados por perda auditiva neurossensorial ou surdez labiríntica. O caso em que concorrem os dois tipos de perda auditiva é designado por deficiência auditiva combinada.

Ouvido externo

Normalmente, tampões de cerume e infeções do canal auditivo conseguem ser resolvidos rapidamente. Para evitar um dano mais sério, estas causas devem ser tratadas com celeridade.

Ouvido médio

As causas mais frequentes no ouvido médio são infeções, danos da membrana do tímpano e otosclerose. Trata-se de uma calcificação dos ossículos auditivos. A maioria dos problemas pode ser resolvida por via medicamentosa ou cirúrgica.

Ouvido interno

A maioria das causas de perda auditiva afetam o ouvido interno. Sobretudo com o passar dos anos, a audição vai piorando. Uma esperança de vida acrescida contribui para mais idosos com deficiências auditivas. Também os jovens têm vindo a ser cada vez mais afetados - talvez apenas um terço de todas as pessoas com diminuição da capacidade auditiva seja idoso. As causas são o ruído e a música ouvida em volume elevado, modos de vida pouco saudáveis com stress, tensão arterial elevada, valores elevados de colesterol ou o fumo. Também muitos medicamentos, lesões na cabeça ou doenças como tumores no nervo auditivo podem causar perda auditiva.

Nesses casos, as células sensoriais na cóclea são danificadas. Muitas vezes, essas lesões não podem ser tratadas clinicamente, contudo compensadas por um aparelho auditivo.